Provas Funcionais em Endocrinologia

Lista completa

.01Provas de Avaliação do Metabolismo da Glicose

O TOTG representa um dos testes recomendados pela American Diabetes Association (ADA) e pela Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD) para o diagnóstico de pré-diabetes e diabetes mellitus (DM).

.02Provas de Avaliação do Eixo Tireotrófico

Neste capítulo serão abordadas três provas utilizadas na rotina clínica de tireoide: Prova de estímulo do hormônio estimulador da tireoide (TSH) após hormônio liberador de TSH, (TRH), tireoglobulina após TSH recombinante, e prova de absorção de levotiroxina.

.03Provas de Avaliação do Eixo Somatotrófico

A realização das provas de estímulo do hormônio de crescimento (GH – do inglês growth hormone) está indicada para crianças com baixa estatura evidenciada pelo acompanhamento da curva de crescimento (E< p3 ou <-2DP), nas quais a investigação diagnóstica levou a exclusão ...

.04Provas de Avaliação do Eixo Corticotrófico

Esta prova se baseia no fato de infundirmos insulina regular no sangue do paciente, objetivando provocar uma hipoglicemia (glicemia abaixo de 40mg/dL) capaz de estimular a secreção de cortisol.

.05Provas de Avaliação do Hiperaldosteronismo Primário

O hipereraldosteronismo primário (HAP) consiste na principal causa de hipertensão endócrina. Sua prevalência varia entre 3% e 20% dos pacientes hipertensos.

.06Provas de Avaliação da Hiperplasia Adrenal Congênita

A hiperplasia adrenal congênita (HAC) abrange um conjunto de doenças caracterizadas pela diminuição na produção de cortisol por deficiência de enzimas envolvidas na esteroidogênese.

.07Provas de Avaliação do Eixo Gonadotrófico

Teste padrão ouro na investigação diagnóstica do eixo gonadal em casos de puberdade precoce, quando o LH basal for inconclusivo.

.08Provas de Avaliação da Secreção do Hormônio Anti-Diurético (ADH)

O diabetes insipidus (DI) consiste em síndrome caracterizada por secreção inadequada do hormônio antidiurético (ADH) ou resposta renal inadequada ao hormônio, resultando em consequente poliúria hipotônica (osmolalidade urinária < 300 mOsm/Kg) e polidipsia.

.09Provas de Avaliação do Sistema Cromafim

O Carcinoma medular de Tireoide (CMT) é um tumor das células parafoliculares ou células C da glândula tireoide e representa de 1 a 3% de todos os carcinomas da tireoide, segundo o consenso mais recente da American Thyroid Association, publicado em 2015, podendo ocorrer de forma esporádica ou familiar, sendo a maioria esporádica.

.10Provas de Avaliação de Tumores Neuroendócrinos

O Carcinoma medular de Tireoide (CMT) é um tumor das células parafoliculares ou células C da glândula tireoide e representa de 1 a 3% de todos os carcinomas da tireoide, segundo o consenso mais recente da American Thyroid Association, publicado em 2015, podendo ocorrer de forma esporádica ou familiar, sendo a maioria esporádica.

Obrigado!


Seu contato foi realizado com sucesso.



fechar